terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Querida agenda


Querida e velha  agenda:

Sei que você foi projetada para organizar o dia de alguém atarefado, com sorte, alguém importante, um executivo, talvez. Bem, esse alguém não sou eu, você sabe disso a algum tempo.  Uma outra agenda talvez adorasse o fato de eu não ser um executivo. Quebrar os planos do destino, nada de reuniões, servir de diário para dias interessantes e loucos. Mas você parece ser daquelas bem conservadoras. Bem, console-se, se não organizo meus compromissos em você, também não irei escrever sobre dias interessantes e loucos, afinal  eu não tenho dias interessantes e loucos e nem  perseverança (e saco) suficiente para manter um diário. Na realidade, são raros os momentos em que me ponho a escrever algo. Por esse motivo é que estamos em 2009 e ainda estou em 13 de Abril de uma agenda 2004 – você. Na realidade, eu nunca te teria se não a tivesse ganhado de brinde da Algeco Contêineres. Bem, isso é tudo. Só achei que te devia algumas explicações após os rabiscos de músicas, desenhinhos, e duas folhas arrancadas.

Flávio.

Um comentário: