terça-feira, 14 de setembro de 2010

Ópera

Ela queria ir a um show internacional cujo ingresso não havia conseguido comprar por não ter tido tempo de dormir na fila no dia anterior ao início das vendas. Uma amiga informou que uma rádio estava sorteando um par de ingressos, para concorrer bastava se cadastrar no site. “Cadastre-se aqui e concorra semanalmente a prêmios”. Ela se cadastrou. Não ganhou o par de ingressos para o show naquela semana, mas foi sorteada na semana seguinte, ganhando um par de ingressos para uma ópera.

Tentou vender os ingressos  mas ninguém no seu círculo social quis comprar. Chegou o dia em que a ópera se apresentaria e ela ainda estava com os eles. Resolveu chegar antes do espetáculo e tentar vender na porta do teatro. Foi mal sucedida em sua empreitada, as pessoas (muito arrumadas) que iam assistir já haviam garantido seus ingressos há meses. Um segurança lhe alertou que era proibida a presença de cambistas. Então foi por essa sucessão de acontecimentos que ela, de short jeans, camiseta e um ingresso sobrando no bolso esquerdo entrou no teatro para ver sua primeira ópera.

Sentou-se entre duas cadeiras – a da esquerda,vazia, pertencia ao ingresso em seu bolso, a da direita um homem, esperando um par que não viria. O teatro estava frio. Soaram as sirenes, as luzes foram apagadas, e então começou.

Ela assistiu atentamente, maravilhada com a história, com a música, com a interpretação, com as vozes, a orquestra. Sentiu-se profundamente tocada pela beleza do espetáculo.

E ele assistiu nela o impacto causado pela arte, e achou belo. E no ápice, quando ela levou os dedos aos lábios, emocionada, ele segurou sua mão fria, inseguro de quais seriam as conseqüências desse ato invasivo. Ela não o olhou, mas retribuiu o gesto, até as cortinas se fecharem.

Um comentário:

Rafiki disse...

A representação mais próxima que minha mente conhece de uma ópera é o filme O Fantasma da Ópera.
Eu deveria assistir uma, qualquer dia.

Fico pensando se a pessoa que ganhou os ingressos do show não estava na mesma situação *dos ingressos da ópera.

* Eu ia dizer: na mesma situação que você e os ingressos da ópera, mas eu nunca sei o que é real e o que não é.